Até onde podemos ir ?

O que são os Web Standards?

No nosso dia-a-dia percebemos a importância dos padrões. Já imaginou se ao comprar um eletrodoméstico você tivesse que adaptar a tomada da sua casa? Na Web, isso também vale, ou seja, também é necessário haver padrões.

Projetos como o WaSP (Web Standards Project)Wasp apareceram entre a desordem geral no desenvolvimento de sites que era (e ainda ocorre bastante, principalmente no Brasil) e ajudaram a popularizar os Web Standards, também tornando mais conhecido o W3C (World Wide Web Consortium) como uma autoridade e então ajudando-a a cumprir com seu papel.

O W3C criou linguagens básicas de publicação de conteúdo para Web. Essas linguagens são chamadas de Web Standards (Padrões Web). HTML, XHTML, CSS, SVG, XML, XSLT, entre vários outros.

Devemos perceber as incríveis vantagens que o desenvolvimento com os Padrões oferece, não só para a execução do trabalho, mas para a estruturação da web em si. Contribuindo para a Web do futuro, onde ninguém terá que garimpar em buscadores para conseguir a informação que precisa, mas a informação estará conosco onde estivermos, teremos acesso a ela sem barreiras, na hora que quisermos, onde quisermos, e usando o dispositivo que for.

O que é tableless e como funciona essa metodologia?

Primeiramente, precisamos entender que a Web foi criada para que pudessemos trocar informações que por sua vez pudessem ser acessadas de qualquer dispositivo, para isso o W3C criou os Web Standards.

No ínicio, ocorreu uma briga ferrenha entre os principais browsers da época, Internet Explorer e Netscape para ganharem usuários quando os padrões ainda eram rascunhos, consequentemente cada fabricante de browser começou a criar seus próprios padrões. Dessa forma, um site desenvolvido para um browser não era corretamente visualizado pelo outro, obrigando os desenvolvedores escolherem e estudarem as "particularidades" do navegador mais popular, no caso o Internet Explorer.

Esta falta de padrão, que tornava inviável fazer um site acessível em multiplos browsers e sistemas, gerou movimentos como WaSP (Web Standards Project) (mencionado mais acima) que contribuíram bastante para mudar essa situação. Ao mesmo tempo induziu a grande maioria dos profissionais de desenvolvimento Web à trabalharem de forma errada durante anos e anos e o que é pior, achando que estavam corretos.

O termo Tableless é uma conotação mais publicitária para se referir a sites que seguem os Padrões. Nesse metodologia se usa o XHTML para as informações e o CSS para a formatação e as tabelas não são mais usadas para formatar as páginas.

Desenvolvimento mais ágil

O retrabalho de design para que o HTML fique com aparência profissional é praticamente reduzido a zero com o desenvolvimento Web standards.

Tecnologia acessível

Um designer treinado em Web Standards não depende de um programador para saber o que pode ou não ser implementado em um projeto de web; e vice-versa.

Facilidade para criar versões de layout

Uma vez que conteúdo, programação e design estão em camadas separadas, é incomparavelmente mais rápido desenvolver versões de layout para a mesma tela.
Veja o exemplo do site CSS Zen Garden. Com apenas a mudança do CSS, o site é totalmente transformado. Não é modificado uma só linha de HTML.

Paz entre designers e programadores

Com a separação entre conteúdo e layout promovida pêlos Web Standards, designers e programadores podem trabalhar simultaneamente e de maneira independente.
Perfeita integração com .NET, Java, PHP, ASP etc; Web Standards e Tableless têm total integração com as principais tecnologias de mercado. Pequenas mudanças precisam ser feitas em uma ou outra plataforma.
Lembrando sempre, que cada caso é um caso. Por exemplo: se você tem um grande portal, provavelmente a maior vantagem que você vai obter, será a economia de banda.

Controle sobre o projeto

Com a metodologia Web Standards, evita-se que apenas um membro da equipe tenha domínio exclusivo sobre o desenvolvimento, assegurando que qualquer desenvolvedor poderá dar continuidade ou realizar futuras manutenções.

Melhor visibilidade no Google

Optar pêlos Web Standards significa valer-se da estrutura semântica simples e coerente do HTML, fator primordial para ter um melhor posicionamento nas ferramentas de busca.

Velocidade do Website

O código HTML se torna muito mais compacto ao se separar conteúdo, design e programação, conforme os Web Standards. Além disso, a tecnologia Tableless permite que o navegador interprete as informações de layout (em um arquivo CSS) de 30% a 70% mais rapidamente.

Acessibilidade

O uso de Web Standards facilita muito a aplicação de normas de acessibilidade. Isso garante o acesso ao website, não importando aque combinação de navegador e plataforma o usuário possua.

Cabe agora aos desenvolvedores atualizarem seus conhecimentos e revolucionar a Internet. Como nós dizemos: primeiro, a internet mudou a vida das pessoas; agora, são as pessoas que vão mudar a internet.
Fontes:
Wikipedia – A enciclopédia livre
Apostila de Tableless – Cursos Visie

1 Response to “Sobre Tableless”


  1. 1 Brenno 11 Novembro, 2007 às 9:17 pm

    Gostei, inclusive eu já estou migrando para esse novo e melhor modo de fazer sites.🙂


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




Twitter (@marioontivero)

Erro: Twitter não está a responder. Por favor espere alguns minutos e recarregue esta página.

Comunidade Tableless

Proud member of Comunidade Tableless, a FeedBurner Network.

my del.icio.us

RSS Webinsider

  • Ocorreu um erro; é provável que o feed esteja indisponível. Tente novamente mais tarde.

%d bloggers like this: